Espetáculo

Raúl Maia e Thomas Steyaert

[A​ústria / Portugal​]

The Ballet of Paul Ace and Sunny Lovin

© Maia/Steyaert

“The Ballet of Paul Ace and Sunny Lovin“ é o terceiro trabalho de palco da dupla de criadores Raúl Maia e Thomas Steyaert. Como em todas as suas criações, a prática artística “non-representational physical communication” está na origem de todos os materiais desenvolvidos, com o principal objetivo de desenvolver formas de comunicação/linguagem física sustentável entre intérpretes sem o uso de gestos/movimentos reconhecíveis. Cada novo projeto, reformula e repensa o potencial artístico da prática, de maneira a criar um novo discurso artístico e uma nova experiência estética.
Este terceiro trabalho de palco introduz objetos como mediadores do ato comunicativo entre os intérpretes. Os objetos tornam-se animados como consequência dos diálogos físicos. Maia e Steyaert, comunicam confinados a configurações físicas estáticas, ou restritas que parecem impor uma nova forma de linguagem entre os intérpretes. A soma das diferentes linguagens físicas descortina uma experiência repleta de absurdos, onde o aleatório e predefinido coexistem numa linguagem só.

Raúl Maia e Thomas Steyaert

Raúl Maia é um criador Português, foi residente na Áustria durante 12 anos e está recentemente de regresso a Portugal. O seu trabalho tem como base a criação e prática de “sistemas de comunicação física” entre intérpretes e a sua consequente reformulação na forma de um objeto artístico. A sua atividade artística divide-se entre as suas próprias criações, a colaboração artística com o artista Belga Thomas Steyaert e o trabalho como intérprete. O seu trabalho foi mostrado em vários Teatros e festivais como ImpulsTanz(at), Xplore dance Festival(ro), Potsdam Tanzfabrik(de), Idans Istanbul(tur), Tanzquartier (at), WUK(at) e Brut(at) entre outros. Como intérprete destaca a sua colaboração com última vez/ Wim Vandekeybus, Anna MacRae, Tino Sehgal, Sofia Dias e Vitor Roriz, Fanni Futterknecht, Mike O’Connor , e Paul Wenninger.

Thomas Steyaert é criador Belga ativo nas artes visuais e nas artes performativas a viver em Sarajevo na Bósnia. Colaborou com a Ultima Vez/Wim Vandekeybus, KVS (Teatro Real da Flandres), East West Theater Company/Haris Pasovic (BIH), Cirk La Putyka/Rosta Novak (CZ), BNP Zenica (Teatro Nacional da Bósnia, Zenica – BIH) e CHVE, lider da banda Belga de sludge-metal Amenra. Em colaboração com o artista Raúl Maia, desenvolve um projeto de longo termo que explora a prática artistica à qual chamam “comunicação física não representativa”. Dentro deste mesmo contexto Thomas desenvolve o seu trabalho individual, tendo criado trabalhos em vários países europeus assim como fora da Europa. Recentemente, fundou o coletivo “moving island” que reúne artistas sediados em Sarajevo (BIH) e que se dedica à criação artística com uma dimensão social. Dedica-se também ao ensino, à pintura, e a criação de arte sonora.

12 Mar 21:00

13 Mar 21:00

Centro Cultural de Belém / Black Box​

Espetáculo cancelado.

Direção Artística e Performance Thomas Steyaert / Raúl Maia
Som Peter Kutin / Raúl Maia / Thomas Steyaert
Cenografia Raúl Maia / Thomas Steyaert
Luz Sabine Wiesenbauer
Figurinos Irma Saje
Assistente de Produção Clélia Colonna
Financiamento Cidade de Viena MA7 e Bundeskanzleramt Österreich Kunst und Kultur BKA
Co-Produção WUK e Im-Flieger
Apoio Wild Card programme as part of Life Long Burning project
Residências Jatka 78 (CZ) Tala Dance Center (HR), Espaço do Tempo (PT), Sítio / casa do Pombal (PT), Rivoli Teatro Municipal do Porto (PT), Im Flieger (AT)

M/6 | 70 minutos