Espetáculo

Carlota Lagido

[Portugal​]

Mina

© Joana Linda

Mina é um projeto que se assume feminista, transfeminista e interseccional. É um manifesto sobre mulheres que viveram diferentes épocas, viveram conflitos de desigualdade e violência de género específicos de cada época, muitos presentes hoje. Outras revolucionaram o mundo e muitas foram aniquiladas pelo poder patriarcal. Muitas dessas mulheres não estarão presentes agora, mas as suas auras fantasmáticas sim, através do seu pensamento, dos seus percursos de vida, profissionais e artísticos.

Nota: Bilhete - 12€ com descontos
Bilhetes à venda brevemente.
Caso já tenha bilhete e/ou necessite de algum esclarecimento, queira por favor contactar a bilheteira do Teatro
Telefone 213 257 650 (de segunda a sexta, das 10h às 18h) ou email: bilheteira@teatrosaoluiz.pt

Carlota Lagido

Trabalhou com Meg Stuart, Joana Providência, Rui Horta e Mark Haim no início dos anos 90. Desde essa altura e durante 20 anos dançou nas peças mais emblemáticas de Francisco Camacho, destacando Dom São Sebastião e Gust.
O seu trabalho como coreógrafa e performer tem características multidisciplinares. Aborda temáticas relativas a questões de identidade e contextos auto-biográficos. Destaca as suas peças – notforgetnotforgive, ro.ger, 50 toneladas e Jungle Red.
Paralelamente à sua actividade como bailarina e coreógrafa é figurinista e tem trabalhado com diversos coreógrafos e encenadores contemporâneos desde 1988. Tem uma pós-graduação em design de cena pela ESTC. Orienta laboratórios de criação coreográfica e design de cena. Quer ser fotógrafa, cineasta e agricultora.
De 1998 a 2018 criou: NOTFORGETNOTFORGIVE, (Eira, T. Carlos Alberto, Museu Berardo, A Nova Velha Dança, 1999-2017), LILITH (Black-box CCB, 1998), HISTÓRIAS QUE A MINHA MÃE NUNCA ME CONTOU (Festival X, 2000), DISNASTIDOG, em colaboração com Vitor Rua e João Galante (FestivalX, Lux, Danças na Cidade, 2001), BB e BB2 (ACARTE, Eira/ Serralves em Festa 2004), UGLY (Eira/Citemor/Temps d’Images MC/IA, 2003), SELF-UM AUTORETRATO EM 39 PARTES (Eira/Casa d’os dias da Água/MC/IA, 2004), MONSTER (Eira,2009), THE IMPORTANCE OF NOTHING (Pogo Teatro, Festival SuperStereo, Teatro Maria Matos, 2012), A ROOM FULL OF DIRT, em colaboração com Miguel Bonneville (Temps d’Images, FCG, Negócio/ZDB, 2013), RO.GER (Temps d’Images, Mala Voadora, 2014). Em 2015 dirigiu a peça de teatro HOTEL FLAMINGO. Em 2016 criou 50 TONELADAS (Gaivotas6, Temps d’Images Lisboa 15, TAGV, malavoadora.porto, DGARTES) , COM A MORTE NOS OLHOS, (Festival de Teatro de Almada, 2018) de Alexandre Pieroni Calado e João Ferro Martins e JUNGLE RED 2017-2018 (Gnration/Arte Total, Festival Bons Sons, Festival Sons da Cidade/JACC, Festival DDD e Temps D'Images, DGARTES, GDA, PI) . Foi artista associada da EIRA entre 2003 e 2011 De 2014 a 2016, foi co- fundadora e directora com Antoine Pimentel do espaço de residências artísticas O Lugar do Meio, em Condeixa.
Faz design de figurinos e cenografia para espectáculos de dança e teatro, desde 1989. Colaborou com Vera Mantero, Lucia Sigalho, Francisco Camacho, Paula Castro, Filipa Francisco, Meg Stuart, Clara Andermatt, Amélia Bentes, Paulo Ribeiro, João Fiadeiro, João Galante, Nuno M. Cardoso, Aldara Bizarro, Teresa Sobral, Companhia Inestética, Tiago Cadete, Raquel André, Rui Catalão, Jonas&Lander, Wagner Borges & Tiago Bôto Tiago Barbosa, Leonor Keil e Bruno Senune. Foi assistente de guarda-roupa em vários filmes publicitários entre 2003 e 2006. Orientou módulos de Criação de Figurinos nos Cursos da Escola Superior de Dança e workshops de design de cena em várias instituições do país.
Iniciou a sua formação em dança clássica com Margarida de Abreu em 1977. Frequentou os Cursos de Verão da Companhia Nacional de Bailado. Prosseguiu os estudos no Curso de Formação Profissional do Ballet Gulbenkian entre 1980 e 1984 onde estudou dança clássica e moderna com Jorge Salavisa, Ruth Silk, Jorge Garcia, Vanda Ribeiro da Silva, Manuela Valadas entre outros e mais tarde no Peridance Center em Nova Iorque onde destaca a formação em dança clássica com Zvi Gotheiner.
Estudou desenho na New York Academy of Arts. É mestranda no Curso de Teatro, na especialização de Design de Cena na Escola Superior de Teatro e Cinema de Lisboa. Obteve nesta instituição uma pós-graduação em Design de Cena.

4 Mar 20:00

5 Mar 21:00

6 Mar 21:00

7 Mar 17:30

São Luiz Teatro Municipal​

Conceção e Direção Artística Carlota Lagido
Consultoria Ana Cristina Cachola, Shahd Wadi, Filipa Valladares
Interpretação Aurora Pinho, Carlota Lagido, Elizabete Francisca, Francisca Manuel, Joana Castro, Joana Levi, Lula Pena, Mafalda Oliveira, Marta Moreira, Shahd Wadi, Tita Maravilha, Thamiris Carvalho, Xana Novais
Design de Cena Carlota Lagido
Video Carlota Lagido, Francisca Manuel
Direcção Técnica e Desenho de Luz Mafalda Oliveira
Fotografia de Cena Joana Linda
Som Lula Pena
Produção e Gestão ORG.I.A
Produção Executiva Marta Moreira
Coprodução EIRA, Festival Cumplicidades e São Luiz Teatro Municipal
Apoio PI- Produções Independentes, Bolsa Self Mistake, Programa de Residências Artísticas- Alkantara, Latoaria, Fundação GDA, República Portuguesa – Cultura / Direção-Geral das Artes

M/16 | 90 minutos