Espetáculo

Adriana Grechi

[Brasil / Portugal]

Bananas​

© Jônia Guimarães

BANANAS examina o género enquanto invenção de poder. O trabalho expõe a reiteração dos gestos que formatam corpos considerados masculinos. As performers modulam comportamentos viscerais, primitivos, espelhando construções imaginárias de uma cultura viril. Insaciável no seu desejo de consumir e descartar coisas, lugares, tempos e pessoas. BANANAS fricciona, desorienta e desempodera fronteiras entre géneros, entre espectador e performer, entre produtor e consumidor de imagens, sentidos, perceções.

Nota: Bilhete dupla sessão - 7,5 €
Sujeito à lotação da sala.
Bilhete para dois espetáculos em sequência: “Bananas”, de Adriana Grechi e “Glimpse”, de Josefa Pereira.

Adriana Grechi

Adriana Grechi - Coreógrafa e idealizadora de contextos para a dança em São Paulo, graduada na SNDO/Amesterdão (1994). Foi uma das fundadoras do Estúdio e Cia. Nova Dança no Brasil. Dirigiu mais de vinte obras coreográficas. Recebeu ao longo da sua trajetória diversos prémios, entre eles, cinco vezes o APCA (Associação Paulista dos Críticos de Arte). Ministrou oficinas em diversos países. Coordenou o estúdio Move (2004-2007) e o estúdio Nave (2008-2017), contextos de investigação, formação e criação em São Paulo. Em 2003 inicia o Núcleo Artérias, reunindo artistas/investigadores de diversas áreas. Na direção do grupo dedicou-se de forma contínua (2003-2018) à investigação de corporeidades urgentes e à invenção de sistemas de compartilhamento artístico. Nos seus trabalhos, Grechi propõe acionar o corpo como matéria sensorial e percetiva, um corpo poroso, que expande a sua capacidade de ser afetado como forma de vitalidade e potência política. Grechi apresentou os seus trabalhos em diversos festivais como Panorama no Rio de Janeiro, Rencontres Chorégraphique de Seine-Saint-Denis, Bienal de Dança do Ceará, Porto Alegre em Cena, FID/ Belo Horizonte, On Marche/Marrakech, Bienal SESC/Campinas e em programas de circulação pelo Brasil, como Circuito SESI, Caixa Cultural, Petrobras Cultural. Idealizou e coordenou seis edições do projeto Teorema (reunindo artistas e pesquisadores) e sete edições da Plataforma Exercícios Compartilhados (reunindo artistas e dramaturgistas de dança). É diretora artística do Festival Contemporâneo de São Paulo desde seu início em 2008 (fcdsp.org).

6 Mar 21:00

7 Mar 21:00

8 Mar 19:30

Galerias Municipais | Galeria Quadrum

Conceção e Direção Adriana Grechi
Performance e Co-criação Bruna Spoladore, Lívia Seixas e Nina Giovelli
Provocadores Robert Steijn e Marcelo Evelin
Trilha Sonora Dudu Tsuda
Produção Amaury Cacciacarro Filho

M/16 | 40 minutos