Workshop

Sina Saberi

[Irão]

Embodying the Gap

© Mostafa Kazemi Motlaq

A história é constantemente recontada e remodelada, narrada por muitas vozes e através de muitos corpos. Alguns de nós optam por contar as nossas próprias histórias como parte da história coletiva com o nosso corpo e através do movimento. Como fazemos isso? Do que dependemos? Histórias passadas através daquilo que está escrito e do que nos dizem? E se as histórias forem apagadas e distanciadas da verdade? Como descobrimos a nossa identidade, apesar de tudo o que foi usado e imposto para camuflar a fonte?

Neste workshop, passamos por uma breve história da 'lacuna' existente na vida da forma de dança persa. Nós nos familiarizamos com as ferramentas para incorporar essa lacuna. A maioria dessas ferramentas são meios esotéricos. Dependemos de nossos sentidos e da nossa memória física para passar por um processo pessoal de lembrança. A partir daí tentamos passar por uma transição da personificação coletiva do ritual, dependendo desses elementos muito básicos no tempo e no espaço e com a ajuda do som e da imaginação.

Sina Saberi

Artista e intérprete independente nascido no Teerão em 1988; e com uma bagagem nas áreas de literatura, instrução e comunicação, Sina encontrou o seu caminho nas artes performativas em 2012. Primeiramente como performer em várias produções iranianas e rapidamente passando para teatro físico e finalmente para movimento. Em 2014 criou o seu primeiro solo, on two feet que examina o corpo não treinado com uma urgência de movimento. Esta peça tornou-se num ponto de partida para uma pesquisa que coloca várias questões sobre a lacuna de 40 anos da arte da dança que existe no Irão.

Estas questões tomam a forma de uma prática que explora a dança e movimento num contexto que não abarca estas noções. Em 2016, realizou Prelude, uma breve peça de dança que deseja encarnar a progressão invisível da dança Persa. Em 2017, realizou Damnoosh, uma crítica à sua própria posição como bailarino adventício do Irão, onde a dança é “proibida”. Desde 2017, tem estado no processo criativo da terceira parte desta trilogia, basis for being.

Sina encontra-se em colaboração com vários artistas e autores pelo mundo fora, fundindo a prática através de diferentes disciplinas e comunidades. Co-fundou MaHa dance projects em 2014 que é a fundadora da iniciativa “body movement” no Irão. Em 2017 fundou Kahkeshān – uma organização comunitária dedicada à pesquisa e criação de dança.

19 Mar 10:00

20 Mar 10:00

Eira / Teatro da Voz

19 e 20 Mar > 10h a 13h